quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Por que as palavras

Por que as palavras?
Sua força, talvez.
A forma direta com que elas me fazem expressar o que sinto a ti que não me vês,
mas imagina, criando um fascínio e um mistério que te levam longe, fundo, alto, onde queira, desde que as deixe levá-lo.
Transformam o teu pensamento, te fazendo sentir carinho, raiva, ternura ou ressentimento.
Ou sentir um perfume sensual, um odor repulsivo, um gosto diferente...
Te fazem ouvir sons e falas, te esclarecem ou desnorteiam.
E tudo isto comigo aqui e tu aí.
Em qualquer tempo. Em qualquer lugar.
Já as ditei há tanto tempo e tu ainda pode tê-las quando quiser.
Pode também delas te desfazeres e elas ainda estarão por aí, tendo a força que merecem e o proveito de quem as capta.
As palavras.

Um comentário :

  1. As palavras são mudas e, mesmo assim, falam tudo...
    o que queremos e até o que não devemos.
    As palavras são traiçoeiras e, ao mesmo tempo, fiéis companheiras.
    As palavras são o ar daquele que perde a respiração num momento de emoção...
    As palavras? consolo, desabafo, afago, confissão, alegria e desilusão!

    ResponderExcluir